Na Política

Biblia Online

16/08/17 | 10:24h

Públicos de diversas idades lotaram o Teatro Tobias Barreto, nesta quinta-feira, 10, para assistir ao concerto dedicado à “Dança no século XX”, apresentado pela Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse), sob a regência de seu maestro assistente, Daniel Nery. O repertório reuniu composições que foram do balé até a dança brasileira.


Segundo o maestro, nos últimos concertos, a Orsse tem sempre pensado em trazer apresentações temáticas, que integram o grande e vasto repertório sinfônico ao cotidiano das pessoas. “A ideia de apresentar este concerto sobre as danças no século XX partiu deste princípio, tendo em vista a sua importância na história da música. Quando pensamos um concerto, não queremos apenas apresentar um compositor ou uma obra, mas instigar o público a conhecer o repertório e despertar a curiosidade para a música sinfônica e para a sua orquestra”, considerou.


A apresentação foi iniciada com a obra “Prelúdio após a Tarde de um Fauno”, de Claude Debussy. A peça não é somente um marco na história da música, mas também aquela que iniciou o crepúsculo do sistema tonal e a aurora da música contemporânea. Foi também coreografada pelo bailarino Vaslav Nijinsky em 1912, um furor para a época.


Logo em seguida, o ritmo frenético da música latina de Arturo Márquez em seu Danzon n. 2 foi arrebatado pela complexa Dança Infernal, do balé O Pássaro de Fogo, de Igor Stravinsky. Na segunda parte do programa, foi a vez das Danças Polovetsianas, que são uma das secções mais conhecidas da ópera O Príncipe Igor. Ainda na ocasião, a música brasileira não ficou de fora. Encerrando a noite, a Orsse apresentou a “Dança Brasileira”, de Camargo Guarnieri e o “Batuque”, de Oscar Lorenzo Fernandes, contagiando o público presente.


A noite também foi uma ocasião especial para cerca de 20 alunos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social do município de Rosário do Catete. “A música tem um papel fundamental na formação dos jovens. Hoje é um dia muito especial para eles”, destacou o secretário de Assistência do município, Ellysson Santos.

A Orquestra Sinfônica de Sergipe é mantida pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O próximo concerto está marcado para a quinta-feira, 31 de agosto, às 20h30, também no Teatro Tobias Barreto, sob a regência do Maestro Guilherme Mannis.


Da ASN

25/07/17 | 09:21h

As tradições populares tomam conta da programação da Biblioteca Infantil em agosto, o mês do folclore. Repleta de ações voltadas ao incentivo à leitura, a programação terá como destaque contação de histórias, teatro de fantoches e oficinas, tudo voltado para temas que envolvem o período.


Neste mês, o Projeto Teia Literária trará como foco a Literatura de Cordel, com histórias tradicionais da cultura sergipana e nordestina. Já a tradicional Contação de Histórias da Biblioteca Infantil será voltada para as Lendas do Folclore Brasileiro, apresentando “Labismina” de Sílvio Romero, e a lenda “Bumba meu Boi”.


A consagrada turma do Sítio do Pica-pau Amarelo, do escritor Monteiro Lobato, também participa da programação de agosto em forma do Teatro de Fantoche “Emília e Visconde em: uma viagem pela Cultura Popular”. O cronograma de atividades terá ainda o Projeto Teia Literária com Parlendas e Trava-Língua e a oficina de recicláveis, que ensinará a confeccionar o Saci.

As atividades seguem ao longo do mês abertas ao público. Escolas ou grupos interessados em participar podem agendar visita pelo telefone (79) 3179-1965. A Biblioteca Infantil está localizada junto à Biblioteca Pública Epifânio Dória, na Rua Dr. Leonardo Leite, s/n, no Bairro 13 de Julho, Aracaju.


Da Ascom

25/07/17 | 09:19h

O Ministério da Cultura segue com as inscrições abertas para o Prêmio Culturas Populares Leandro Gomes de Barros, o maior em número de beneficiados já lançados pela pasta. Serão 500 prêmios, de R$ 10 mil cada, para iniciativas que retomem práticas de cultura popular em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares no País.


Os interessados em participar do edital poderão se inscrever até 28 de julho por via postal ou online. Das 500 premiações, 200 serão destinadas a pessoas físicas, outras 200 a coletivos culturais sem constituição jurídica, 80 a pessoas jurídicas sem fins lucrativos e com natureza ou finalidade cultural e 20 a herdeiros de mestres já falecidos, em homenagem à dedicação do trabalho voltado aos saberes e fazeres populares e às expressões culturais, com reconhecimento da comunidade onde viveram e atuaram.


"Este é o maior edital da cultura popular em número de prêmios, o que reflete a preocupação do MinC em preservar a cultura popular, incentivar os fazedores de cultura popular e reconhecer o trabalho desses mestres, grupos e comunidades", destaca a secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do MinC, Débora Albuquerque. A iniciativa faz homenagem a Leandro Gomes de Barros, cordelista paraibano nascido em 1865, no município de Pombal (PB), considerado o rei dos poetas populares do seu tempo.


Inscrições em Sergipe

As informações completas sobre o Prêmio e o edital podem ser acessados pelo site www.culturaspopulares.cultura.gov.br. Os grupos sergipanos interessados em participar do edital e que tiverem alguma dificuldade, podem contar com auxilio da equipe técnica da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através do telefone (79) 3179 – 1916 ou na sede da Secult localizada na Rua Villa Cristina, 1051, bairro 13 de Julho, em Aracaju.


Da ASN

25/07/17 | 09:18h

O projeto Teatro no Museu recebe um novo espetáculo no próximo sábado, dia 08 de julho. ‘Uma viagem ao fantástico mundo do saber’, da Cia. dos Sonhos, permanecerá em cartaz todos os sábados até o dia 12 de agosto, com um enredo que gira em torno de uma viagem a um lugar mágico onde os números têm vida e onde há muitos mistérios para desvendar.


Nessa viagem ao Fantástico Mundo do Saber o personagem Filo, além de encontrar números que têm vida, conhece o sabido professor Gnosis e o excêntrico Rei Aron e descobre como é forte a imaginação e o valor de tudo que aprendeu. Durante a viagem, Filo terá que desvendar os enigmas da Esfinge, o mais perigoso ser do Mundo do Saber, mas o único que poderá lhe indicar o caminho de volta para casa. Para embarcar nessa aventura junto com a Cia. dos Sonhos não precisa ser criança. O espetáculo é recomendado para toda a família.


Os ingressos para os espetáculos são vendidos no local antes de cada apresentação no valor de R$20,00 inteira e R$10,00 meia, sendo que adulto acompanhado de uma criança paga meia. O Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda está localizado na Avenida Ivo do Prado, 398, Centro, em Aracaju. Para mais informações, entrar em contato através do telefone (79) 3218-1551.


Teatro no Museu


A iniciativa tem como objetivo abrir espaço para projetos de artes cênicas direcionados às crianças, adolescentes e toda família, fomentar a produção artística local e a formação de plateia. Esse ano, a iniciativa do Instituto Banese e do Museu da Gente Sergipana conta com a parceria das Companhias Ponto de Teatro, Os Tripulantes, Catalise, Cígari, Ubuntu – Teatro Negro, Cia. dos Sonhos e do contador de histórias Luciano Góis.

A temporada 2017 segue até dezembro e ainda serão apresentados os espetáculos ‘A historinha de Maria e João’, do grupo Catalise; ‘O Grande Circo Gentil’, da Cia. Cígari, e ‘Ananse, uma lenda africana’, do grupo Ubuntu – Teatro Negro.


Da Ascom

19/06/17 | 09:35h

As artes visuais se misturam a figurinos artísticos e outros elementos que compõem a simbologia dos festejos juninos na nova exposição da Galeria de Arte J. Inácio, lançada nesta quarta-feira, 14. Intitulada “Sergipe é o País do Forró”, a mostra foi lançada com a animada apresentação da Quadrilha Junina da Escola Estadual Alencar Cardoso, com alunos de 9 a 12 anos de idade.


Na abertura, o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, reforçou a importância de desenvolver ações que reforcem a identidade sergipana. “O Governo do Estado tem uma preocupação muito grande com que a nossa cultura não perca suas origens, suas raízes. Esta exposição é uma forma de resgate desta cultura e de interação com a sociedade, demonstrando mais uma vez que nossos equipamentos públicos estão à disposição dos sergipanos. É mais uma ação da Secult para consagrar os festejos juninos que foram abertos ontem, no dia de Santo Antônio”, declarou o secretário.


Com curadoria da diretora da Galeria, Jane Junqueira, a exposição é composta por pinturas em tela dos artistas visuais Joel Dantas, Jo’k, Fábio Sampaio, Adauto Machado e Ana Denise, que também trouxe xilogravuras e fotos de Diogo Di Souza. Para remeter ainda mais ao período, a mostra conta ainda com um exemplar do tradicional Barco de Fogo de Estância, além de vestimentas das quadrilhas juninas Unidos em Asa Branca, Pioneiros da Roça, Luiz Gonzaga e Abusados da Roça.


Segundo Jane Junqueira, a J. Inácio tem recebido de 200 a 300 visitantes por mês, sobretudo de um público formado por estudantes. “A Galeria de arte tem que receber toda a celebração que é ligada à cultura, e o festejo junino é uma marca da nossa cultura nordestina e sergipana. Então, através desta exposição, as pessoas vão ter a oportunidade de ver trabalhos de artistas sergipanos e de quadrilhas juninas que fazem parte das nossas raízes”, afirmou.


A artista visual, Ana Denise, que já expôs diversas vezes na J. Inácio revelou que há muito tempo traz essa temática nos seus trabalhos. “Eu fotografo muito as festas de São João como estudo para utilizar nos meus trabalhos, mas tem uma característica, raramente coloco as fisionomias das pessoas que fotografo e no lugar faço o rosto das bonecas de pano daqui do mercado de Aracaju. Acho muito importante a presença das escolas na Galeria, porque cultura a gente ensina desde cedo. Quando eu fazia minhas exposições individuais, eu sempre rodava pelas escolas para ensinar as crianças, explicar como fazer, pois me estimula ver as crianças aprendendo”.


Alunos das escolas estaduais Professor Joaquim Vieira Sobral e Vitória de Santa Maria também visitaram a exposição. A diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Alencar Cardoso, Cris Souza, contou que há anos a Escola frequenta a Biblioteca e a Galeria. “O cargo chefe da nossa escola é o livro. Então, eles gostam de ler e de frequentar estes espaços, que possibilitam o acesso aos artistas. Esta exposição é um resgate à cultura sergipana, importante para que as nossas crianças aprendam sobre sua identidade, e se desenvolvam sem esquecer suas raízes”, opinou.


“Eu achei a exposição incrível, é bonita e muito interessante, pois mostra uma cultura que não tem fim. Então, eu queria dar parabéns a todos os artistas que estão fazendo seus quadros para por nas bibliotecas e outros locais de cultura. Gostei muito desta pintura, porque parece que as pessoas estão vivas, ela me inspira”, afirmou a estudante de oito anos, Lara Letícia, que deseja ser escritora.

A exposição fica aberta ao público, com acesso gratuito, até o dia 03 de julho na Galeria de Artes J. Inácio, que fica em anexo a Biblioteca Pública Epifânio Dória, localizada na Rua Dr. Leonardo Leite, s/n, Bairro 13 de Julho, Aracaju. Escolas e grupos interessados em agendar visitas podem entrar em contato pelo telefone (79) 3179 – 1969.


Da ASN

19/06/17 | 09:33h

São João é tempo de comidas típicas, forró e cultura em Sergipe. E todo esse clima começou a alegrar a população a partir deste sábado, 17, com a abertura dos Festejos Juninos do Arraiá do Gonzagão, no Complexo Cultural que leva o nome do Rei do Baião. A festa faz parte do Encontro Nordestino de Cultura, evento promovido pelo governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com patrocínio.

Bandeirinhas, comidas típicas e muito forró de raiz marcam a programação do evento que, além do Arraiá do Gonzagão, oferece ao público o concurso de Quadrilhas do Arranca Unha, no Centro de Criatividade, no bairro Getúlio Vargas e o Arraiá do Povo, na Orla de Atalaia, que completa dez anos em 2017. “Vemos um apreço muito grande da população por esses eventos realizados pelo governo do Estado, pois são festas que envolvem as famílias, com tranquilidade, segurança, e atrações que exaltam nossa cultura popular”, destaca o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama.

Na Orla de Atalaia, a festa acontece a partir do dia 22 de junho e segue até o dia 30, reunindo 52 atrações entre artistas e bandas sergipanas, nordestinas e de destaque nacional, quadrilhas e grupos folclóricos, selecionadas via edital. O espaço conta com toda infraestrutura para os visitantes, formando uma verdadeira vila do interior, com igreja, bodega, estandes de comidas típicas, artesanato, além de espaço kids.

As atrações do Palco Clemilda na noite de abertura, 22 de junho, às 19h serão Orquestra Sanfônica de Sergipe, Quadrilha Junina Retirantes do Sertão, Correia dos Oito Bastos e Falamansa. Já no Coreto, haverá apresentação do grupo Peneirou Xerém, Gilson do Acordeon e Odir Cairus. “Procuramos montar em todos os dias uma programação diversificada, com atrações tradicionais que agradam a todo o público”, afirma o superintendente executivo da Secult, Irineu Fontes, acrescentando que o acesso ao Arraiá, assim como ao Gonzagão e Centro de Criatividade, é gratuito.

As atrações artísticas foram selecionadas democraticamente através de edital, avaliado por uma comissão especial. O processo seletivo foi dividido em sete categorias entre bandas, músicos, grupos musicais, trios e quadrilhas juninas. O valor total de investimento nos três eventos que compõe o Encontro Nordestino de Cultura é cerca de R$ 1,3 milhão.


Concursos de quadrilhas


No Arraiá do Gonzagão, que começou sábado, 17, e segue até o dia 29 de junho, haverá 22 quadrilhas que disputarão um dos mais tradicionais concursos de quadrilhas do estado. As apresentações eliminatórias acontecem nos dias 17, 18, 23, 24, as semifinais nos dias 25 e 28 e a grande final no dia 29.

Outro evento que marca as festividades realizadas pela gestão estadual é o Arranca Unha, no Centro de Criatividade. O Espaço está sendo reformado pelo governo e, este ano, retorna com seu animado concurso de quadrilhas. No dia 21, o governador Jackson Barreto irá abrir as festividades em uma abertura simbólica do espaço, uma vez que as obras continuarão até o mês de novembro. O concurso de quadrilhas terá sua fase eliminatória nos dias 22, 23, 24 e 25; as semifinais nos dias 28 e 29 e a grande final no dia 30. Tanto no Centro de Criatividade como no Gonzagão, a programação inicia sempre às 20h.


Da ASN

19/06/17 | 09:31h

Foi divulgada na noite desta sexta-feira, 16, a programação completa do Arraiá do Povo 2017, evento que integra o Encontro Nordestino de Cultura e promove os Festejos Juninos realizados pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

A festa inicia no dia 22 de junho com a presença da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), apresentando ao público seu concerto junino; Quadrilha Junina Retirantes do Sertão; Correia dos Oito Baixos; Jurandir da Feira; e Falamansa encerrando a noite no Palco Clemilda. Já no Coreto, o grupo folclórico Peneirou Xerém, Gilson do Acordeon e Odir Caius fazem a festa. A programação tem início às 19h e a última atração sobe ao palco a meia noite.

Na véspera de São João a festa será comandada pelas bandas Rastapé, Casaca de Couro, Quadrilha Junina Pioneiros da Roça, além de Amorosa, Helber Mateus, Gilvan Lima, e do Samba de Coco da Barra dos Coqueiros. No dia 24, marcam presença na festa Mestrinho, Valtinho do Acordeon, Sena, João da Passarada, Sovifa Baiões,Odir Caius, além do grupo folclórico Ben Ti Vi e a quadrilha Arriba Saia.

O dia de São Pedro também será um dos mais esperados. Sobem ao palco Clemilda, Glauber do Acordeon, Joésia Ramos, Maciel Salú e Zé Tramela. A noite terá ainda apresentação da Quadrilha Junina Meu Sertão. O coreto será comandando por Vem Vem do Nordeste e João Bezerra, Cassiano do Forró e Odir Caius. Nando Cordel, uma das grandes atraçoes em 2017, se apresenta no dia 30, acompanhado de Erivaldo de Carira e outros grandes nomes da música tradicional sergipana.

Confira a programação completa AQUI

07/06/17 | 10:09h

A tradicional Festa do Caminhoneiro de Itabaiana começa nesse sábado, 3 de junho. O evento conta com shows, grandes carreatas, palestras, homenagens, gincanas e sorteios. Entre as atrações musicais estão Xand e Aviões do Forró, Saia Rodada, Mano Walter, Samira Show e Cintura Fina. A comemoração encerra no dia 13 com a procissão de Santo Antônio.

Confira a programação:

3 de junho
20h30 – Show com Erivaldo de Carira

4 de junho
8h – Carreata Mirim
18h – Zueirões do Forró
20h30 – Concurso Rainha do Caminhoneiro

8 de junho
14h – Início da Feira

9 de junho
18h – Jogo dos Caminhoneiros

10 de junho
A partir das 22h
Léo Wander
Amado Batista
Aline Souza
Saia Rodada
Carlos Lima e Luciano
Gil Mendes

11 de junho
10h – Marquinhos e banda
12h – Almoço do caminhoneiro
Ricardo Marques e Cartas na Mesa
A partir das 21h
Forró Ativado
César Menotti e Fabiano
Antônio o Clone
Xand e Aviões do Forró
Lairton e Cintura Fina

12 de junho
6h – Alvorada Festiva – Mega Carreata
A partir das 21h
Jailson Lima e Leo Lopes
Henrique e Juliano
Alma Gêmea
Mano Walter
Gabi Oliver
Samyra Show

13 de junho
16h - Procissão de Santo Antônio

Por Jéssica França

`


24-08-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter