Na Política

Biblia Online

26/04/23 | 19:52h (BSB)

Vereador Pastor Diego repudia falas e ações do presidente Lula

O vereador Pastor Diego (PP) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) nesta quarta-feira, 26, para tecer críticas à conduta do atual presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O parlamentar também fez ressalvas quanto ao Projeto de Lei 2630, conhecido como o PL das Fakes News, que está prestes a ser votado em Brasília entre os deputados federais.

O incômodo de Diego surgiu após acompanhar os noticiários nacionais e ver que em uma reunião com ministros e governadores sobre prevenção de violência nas escolas, na última quarta-feira (19), o petista disse que “pessoas com deficiência mental têm um problema de desequilíbrio de parafuso”. “A expressão que ele utilizou é considerada capacitista. O pior, alegando que por isso a qualquer momento pode acontecer uma tragédia, se referindo aos casos de violência nas escolas. O termo usado, ‘deficiente mental’, é pejorativo e não se utiliza mais. Uma fala totalmente inadequada, preconceituosa e que jamais deveria sair de um presidente da república”, indagou o vereador ao pontuar que o termo correto é ‘deficiente intelectual’.

Entre outros aspectos que despertaram a indignação do pastor com o atual líder da nação, está o posicionamento de Lula sobre a guerra na Ucrânia e que fez o Brasil perder um investimento de R$250 bilhões. “Nosso país acabou de perder um investimento bilionário simplesmente pela fala do presidente em relação à guerra. Se não fosse a pela postura dele, teríamos aqui no Brasil uma estatal que trabalharia na fabricação de aviões, algo que geraria 10 mil empregos diretos”, lamentou.

Na avaliação do vereador Pastor Diego, o atual Governo Federal está conduzindo o futuro do país com medidas e posições que prejudicam o futuro da nação. A exemplo, do requerimento de urgência que apressa a votação do Projeto de Lei 2630, conhecido como o PL das Fakes News. Para o parlamentar, a propositura representa uma clara tentativa de censurar o povo brasileiro. “Nas últimas eleições vimos de forma descontrolada, diversas ações e decisões judiciais que traziam censura. Que não respeitaram a liberdade de expressão e nesse cenário temos um projeto que lei que quer combater as fakes News. Na verdade, o propósito não é esse”, disse.

Ele acredita que a medida se trata de um mecanismo onde dá pleno poder para o governo violar a liberdade de expressão e fazer censura. “Um dos pontos mais críticos, é a regulamentação das redes sociais. Eles querem criar o Ministério da Verdade, um órgão autônomo que decidirá o que pode ou não ser dito e postado na internet. Esse projeto precisa ser votado com mais calma e discussão. Faço um apelo para que os deputados da bancada sergipana possam ter sensibilidade de avaliar o formato atual e votar na versão que melhor atenda o povo brasileiro”, completou.

Da CMA



29-02-2024
 

 

 

Resultados - Elei��es

 

Setransp

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter