Na Política

Biblia Online

13/03/18 | 17:56h (BSB)

Vereadoras questionam nomes indicados para a CPI do Lixo

Nomes foram apresentados pelo presidente da CMA

Do Portal NaPolítica

Desde o ano de 2017, vereadores da oposição tentam instalar a Comissão Parlamentare de Inquérito (CPI) do lixo na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). Nesta terça-feira, 13, Nitinho (PDS) apresentou aos vereadores os nomes dos integrantes das CPIs do Lixo e da Saúde. As vereadoras Kitty Lima e Emília Corrêa questionaram os nomes apresentados.

Para a CPI do Lixo, forma indicados os vereadores Professor Bittencourt (PCdoB), Elber Batalha (PSB), Fábio Meireles (PPS), Manuel Marcos (PSDB) e Vinícius Porto (DEM). Já para a CPI da Saúde, Anderson de Tuca (PRTB), Cabo Amintas (PTB), Isac Silveira (PCdoB), Jason Neto (PDT) e Seu Marcos (PHS).

As reuniões das CPIs acontecerão nas segundas e sextas-feiras, nas dependências da Casa Parlamentar. As primeiras devem ocorrer nesta sexta-feira, 16, a partir das 8h. Cada Comissão tem o prazo de 90 dias para a conclusão dos trabalhos, podendo ser prorrogadas por igual período, uma única vez.

Emília Corrêa lamentou de apenas um vereador da oposição e quatro vereadores da situação. Para Emília, a CPI vai acabar em ‘pizza’. “O presidente só faz a vontade do prefeito. Os vereadores da situação fugiram da CPI como o diabo foge da Cruz. E são esses, que se dizem defensores do povo, que vão investigar os desmandos do patrão. Lógico que eles não iriam permitir que Emília Corrêa estivesse nessa Comissão. O motivo é óbvio, a verdade iria aparecer”, desabafou.

A vereadora Kitty Lima apontou algumas falhas na composição da comissão e avalia a possibilidade de recorrer à justiça. O vazamento da lista com os nomes pela imprensa dias antes da divulgação oficial e o parâmetro de proporcionalidade para definição dos integrantes das CPIs são alguns pontos que estão sendo avaliados pela assessoria jurídica da vereadora.

“Os vereadores que estão citados nas investigações são membros titulares das comissões, o que foge totalmente do conceito de imparcialidade necessária aos integrantes das CPIs que irão avaliar as supostas irregularidades. São pontos que a gente questiona e que precisam ser esclarecidos, principalmente acerca da forma como foi feita a escolha dos membros dessas comissões”, afirmou Kitty.

Da redação



18-06-2018
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter