Na Política

Biblia Online

25/07/17 | 09:11h (BSB)

“80% dos portadores não sabem que têm hepatite”, alerta hepatologista

Em entrevista à TV Alese, nessa segunda-feira (24), o hepatologista do Hospital Universitário (HU), Alex Vianey, externou um dado preocupante: apenas 20% dos portadores do vírus da Hepatite estão conscientes do estado de Saúde. Na oportunidade, o especialista aproveitou para destacar a Semana de Conscientização sobre as Hepatites Virais, que começa nesta terça-feira (25), no HU e prossegue até a próxima sexta-feira (28).


“O primeiro passo para identificar se tem hepatite ou não é procurar um posto de Saúde ou, para quem tem convênio, buscar seu médico na rede privada e solicitar o exame específico para a hepatite B e hepatite C. Existe o teste rápido que, em 20 minutos, com uma gota de sangue, você tem condições de estabelecer se o indivíduo tem ou não o vírus da hepatite. Se ele está danificando o fígado ou não, aí será um outro momento da avaliação”, explicou o especialista.


Além do aviso, Alex Vianey enfatiza que hepatite B e C têm cura. “A hepatite C tem cura assegurada de 98% com as novas medicações liberadas pelo Ministério da Saúde e de maneira gratuita. Já a hepatite B nós conseguimos o controle dela em mais de 95% dos casos. A cura nós estamos prestes a conseguir com os investimentos em pesquisas. Mas hoje nós conseguimos eliminar o vírus da circulação sanguínea do paciente e controlar com medicamentos”.


O hepatologista apresentou um dado preocupante: “hoje em Sergipe nós temos a estimativa que temos em torno de 30 a 40 mil pessoas com hepatites, mas apenas 10% ou 20% estão sabendo que têm o vírus. O grande problema do Brasil e do nosso Estado está no diagnóstico. O medicamento nós já temos. É uma questão de Saúde pública e os governos e municípios precisam atuar nisso. É fazer o teste rápido na população porque a doença não causa sintomas”.


Seminário


O médico argumentou que o objetivo maior do seminário é tentar conscientizar a população para a necessidade de buscar esse exame específico. “Provavelmente não vamos atingir toda a população e a imprensa é fundamental para disseminar essa cultura de fazer o exame e buscar o diagnóstico. Existe cura, mas muita gente está contaminando as pessoas através do sangue”.


Nesta terça-feira, no auditório da Didática I do HU-UFS o seminário será aberto com palestras informativas, testes rápidos e assessoramento os pacientes que apresentarem hepatite viral. Serão discutidos perfis epidemiológicos das hepatites, técnicas de imunização e tratamento.

Da Agência de Notícias Alese



23-09-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter