Na Política

Biblia Online

05/10/16 | 11:14h (BSB)

Onde temos colocado a nossa dor?

Em certa ocasião, um homem que vivia reclamando dos problemas para todos os que ele encontrava pelo caminho, se deparou com um velho sábio e, também sobre ele, descarregou todos os seus lamentos e a sua dor pelas frustrações na vida. O velho sábio pediu, então, que aquele homem pegasse um copo com água, depois enchesse a mão com sal e o colocasse naquela água. Feito assim, o velho sábio pediu que o homem bebesse aquela água; ele tentou, mas, novamente reclamando, acabou cuspindo, porque a água estava muito salgada (obviamente). Agora, o velho sábio pediu que novamente o homem enchesse a sua mão com sal e o levou até a beira de um grande lago. Lá chegando, pediu que ele jogasse no lago aquele sal que tinha na mão, e que depois se abaixasse e bebesse daquela água. Ele assim o fez e aprovou, dizendo que a água era muito boa. O velho sábio perguntou-lhe: “E então? A água não está salgada?”. O homem respondeu que não; pelo contrário, a água estava muito boa. O velho sábio disse, então: “Sabe, na verdade ninguém pode tirar a dor que um homem está sentindo, mas ele pode escolher onde colocar a sua dor, se num copo com água ou em um grande lago”. Ou seja, ele pode separar os seus problemas numa pequena dimensão da sua vida, e eles serão extremamente salgados, ou então, pode colocá-los em uma dimensão maior, onde estão outras coisas da vida, coisas que deram certo, coisas das quais se orgulha, coisas pelas quais é grato. Só assim o que era extremamente salgado, intragável, se tornará mais fácil de administrar e deixará de ser um problema tão grande como antes parecia.

 

Agora cabe a pergunta: “Onde temos colocado a nossa dor?”. Muitas pessoas escolhem como opção olhar apenas para os seus problemas, como se nada de bom acontecesse em sua vida, ou então, acabam maximizando os problemas e minimizando as bênçãos. Na verdade, onde estiver o nosso coração ali estará a coisa mais importante da nossa vida. Imagine se o nosso coração estiver voltado para algum problema: é sinal que esse problema é a coisa mais importante da nossa vida.

 

Os problemas sempre são grandes para os seus donos, mas precisamos entender que olhar para as coisas boas da nossa vida é também uma forma de diminuirmos a importância e o tamanho dos problemas. Não estou lhe propondo uma ilusão, mas sim, a realidade de que a vida não é feita só de problemas ou coisas ruins. Olhe para as coisas boas que já lhe aconteceram e que elas sirvam de motivação para enfrentar as lutas. Agradeça a Deus por tudo que já alcançou e, quem sabe, quando voltar a olhar para os problemas, muitos deles já deixaram de existir... “Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

 

Um forte abraço e até a próxima, se Deus disser que sim.

 

 Pastor Luiz Antônio 

saiba mais



25-07-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter