Na Política

Biblia Online

21/10/14 | 21:45h (BSB)

Não sei o que fazer!

Já perdi a conta de quantas vezes ouvi essa frase e, para ser sincero, também já perdi a conta de quantas vezes eu disse a mesma frase. Entretanto, uma coisa vale a pena pensar: será que, de verdade, não sabemos o que fazer em determinados momentos da vida, ou sabemos o que fazer, mas não conseguimos ou não queremos?

 

Pois eu diria, já respondendo a esse questionamento, que, na maioria das vezes, sabemos, sim, o que devemos fazer. A nossa inteligência, as informações adquiridas com o nosso poder de observação, a experiência de vida, os conselhos dos mentores naturais e dos eleitos por nós mesmos, são ou deveriam ser suficientes para tomarmos as decisões mais adequadas; porém, esbarramos no nosso lado menino, inconseqüente, ou ainda no nosso medo de confrontar a nós mesmos e acabamos por concluir: “Não sei o que fazer”. Isso acontece porque talvez seja mais fácil dizer que não sabemos o que fazer, do que fazer o que nos cause um custo ou nos desagrade, ainda que seja necessário.

 

Às vezes me deparo com pessoas extremamente inteligentes e aparentemente preparadas para a vida, fazendo certos questionamentos que me espanta. Costumam fazer perguntas óbvias, do tipo “Por que estou passando por isso?”, Na verdade, o problema pelo qual a pessoa passa naquele momento está claramente relacionado com a falta de tomada de decisão, porém ela acabou optando por não querer enxergar o que tinha que ser feito e ficou na velha e boa frase “Não sei o que fazer!”.

 

Imagine uma pessoa que está acometida de uma enfermidade, já tendo consultado vários médicos e o diagnóstico é sempre o mesmo, apontando para a necessidade de uma cirurgia, mas, ainda assim, essa pessoa continua dizendo que não sabe o que fazer. Imagine ainda uma pessoa que está infeliz com o tratamento que tem recebido de alguém e, ainda assim, não toma nenhuma atitude. Pense comigo: se você não está satisfeito com a forma como tem sido tratado por alguém, no mínimo isso deveria gerar uma conversa, pois, acredite, existem pessoas que não se dão conta de que estão fazendo mal às outras e, nesse caso, uma conversa com sabedoria, sensatez, clareza, pode resolver tudo. Mas muitos preferem sofrer calados e dizendo apenas a si mesmos: “Não sei o que fazer!”.

 

A proposta dessas linhas que agora escrevo é a de levar você a pensar se realmente não sabe mesmo o que fazer. Seja sincero consigo mesmo. Tome atitudes. Não é possível que as coisas mudem do nada. Não podemos deixar a vida passar sem a nossa intervenção. Que me desculpe o autor de uma música muito conhecida, mas essa história de “deixa a vida me levar” é coisa de quem veio a esse mundo para fazer turismo e não de quem veio a esse mundo pra fazer diferença.

 

E agora, para finalizar, lembre-se de uma coisa: quando você, de verdade, não souber o que fazer, mesmo depois de analisar a situação, mesmo depois de receber conselhos dos mais experientes, não pense que a situação não tem mais jeito. Deus, Aquele que te criou, não te largou solto aqui no mundo. Ele prometeu que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos; portanto, você não está sozinho, Jesus está com você e, quando parecer que não tem mais saída, Ele colocará sinais para você saber se está no caminho certo e abrirá portas onde elas não existem e, assim, lhe dará vitórias. Quando mais uma vez tiver que dizer “Não sei o que fazer!”, lembre-se: Jesus vai te orientar.

 

Um abraço, fiquem com Deus e até a próxima se Deus disser que sim. 

 

* Luiz Antonio da Silva, ministro do Evangelho, é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular no bairro Jardins, em Aracaju, e Supervisor da igreja no Estado de Sergipe. Possui formação acadêmica em Teologia e graduação em Psicanálise Clínica, com pós-graduação em Teoria Psicanalítica. Também é graduado em Administração, com ênfase em Recursos Humanos e pós-graduação em Gestão Estratégica de Pessoas. Colunista no Jornal Correio de Sergipe e, agora, no Portal NaPolítica. Contato: luantosilva@msn.com

saiba mais



26-06-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter