Na Política

Biblia Online

24/09/14 | 09:41h (BSB)

Belivaldo: “Quem critica hoje Jackson até outro dia estava atrás dele”

Ele comenta sobre passado de Jackson e o grupo, fala de propostas, e sustenta que Eduardo já dependeu de Déda e JB

Por Adriana Freitas


A última entrevista com os candidatos ao Governo, de uma série de entrevistas transmitidas via web e gravadas pelo Portal Na Política, foi realizada na última terça-feira, 23, com o candidato a vice-governador Belivaldo Chagas (PSB), como representante do candidato Jackson Barreto (PMDB), que justificou sua ausência alegando acúmulo de agendas de governo e campanha. Durante  entrevista, realizada pela jornalista Raissa Cruz,o candidato a vice-governador afirmou que a política é feita de momentos e  que ninguém em Sergipe tem moral para criticar o candidato Jackson Barreto. Belivaldo ainda enfatizou as propostas para a educação, saúde e segurança pública.

 

Assista aqui a gravação da entrevista com o candidato  


“A política é feita de momentos. Há momentos que se tem um grupo participando e há momentos em o grupo se divide. Ninguém aqui em Sergipe tem moral para fazer esse tipo de crítica. Quem critica hoje Jackson Barreto até outro dia estava atrás dele para fazer composição política. Então, é o momento”, criticou Belivaldo quando questionado sobre Impeachment de Jackson com participação do senador Valadares (PSB) e do ex-governador Marcelo Déda.


O ex-secretário da educação ainda lembrou que houve momentos em que esteve junto com o prefeito João Alves (DEM) e momentos que estiveram separados e afirmou que o senador Eduardo Amorim foi leito com o apoio que recebeu de Jackson e do ex-governador Marcelo Déda.

“Tivemos momentos em que tivemos separados de João Alves e houve momentos em que fizemos política juntos. Até pouco tempo o senador Eduardo Amorim foi eleito senador graças ao apoio que recebeu de Marcelo Déda Chagas e de Jackson Barreto. Portanto, ele não tem moral para criticar Jackson porque ele está com Valadares. Por um bom tempo o senador Valadares foi procurado pelo PSC comandado por Edvan Amorim e nós recusamos porque entendemos que o nosso projeto tinha que ser o mesmo de 2004. Portanto, isso é apenas retórica, discurso pensando que vai enganar alguém, mas não vai enganar a ninguém. É o momento político e como costuma dizer certo político ‘Sergipe é pequeno e todo mundo se conhece’”, ressaltou Belivaldo.


Paulo Roberto Costa


Em relação ao caso do ex-diretor da Petrobras Paulo Costa, Belivaldo Chagas esclareceu que Jackson não teve nenhum envolvimento. “Isso é discurso de oposição. A palavra envolvimento é muito forte e é preciso que quem esteja dizendo isso, no caso a oposição a Jackson Barreto, venha provar que houve um envolvimento. A participação do governador foi a assinatura de um protocolo de intenções. Qual o governador que não quer investimento para o estado? Até aquele momento não havia nenhum tipo de denúncia”.


Dívidas


Belivaldo foi questionado por um internauta sobre as dificuldades de endividamento do estado e mesmo assim o Governo continua pedindo mais empréstimos, a exemplo do Proredes. O candidato a vice-governador respondeu que todo empréstimo foi feito dentro da capacidade de endividamento do estado.


“Todo o recurso que o estado solicitou via empréstimo seja ela do BNDS e Internacional tem sido feito dentro da capacidade de endividamento do estado. Posso lhe assegurar, pois já fiz várias reuniões com a equipe econômica e temos tratado com responsabilidade até para ter a obrigação de conhecer os números e passar as informações para a sociedade de que no momento o endividamento do estado, apesar dos empréstimos, é maior do que quando assumimos o governo. O que precisa é o Governo Federal entender que os estados estão em situação de penúria. As ações são implementadas de cima para baixo”, explicou.


Saúde


Na área da saúde, Belivaldo enfatizou que há uma preocupação extrema do governador Jackson Barreto na questão relacionada à saúde. “Nós encontramos o governo com oito hospitais fechados que foram reabertos e outros hospitais construídos, a exemplo de Lagarto e Estância. Temos mais de 100 leitos com UTI funcionando no interior do estado. Clínicas foram construídas e mais de 80 entregues a população. O que precisa agora é melhorar o atendimento. O próprio Proredes que equipa os hospitais vai fazer com que esses serviços cheguem à população”.


Ainda segundo Belivaldo, é preciso oferecer condições para os municípios funcionarem, principalmente em Aracaju. Belivaldo afirma que se as clínicas de responsabilidade dos municípios funcionarem normalmente, o atendimento no Hospital Urgência de Sergipe vai melhorar e a população vai reclamar menos ainda.


Segurança Pública


Já em relação à área de Segurança Pública, Belivaldo garante que as perspectivas é melhorar. “Houve um investimento fortíssimo em segurança pública. Delegacias foram reformadas, o CISP está funcionando de forma integrada entre a Polícia Civil, Militar e Guarda Municipal. Viaturas foram compradas e foi realizado um novo concurso e 1.200 policiais foram colocados na rua”.

 

Da redação NaPolítica.com

 



22-04-2019
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

SSP

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter