Na Política

Biblia Online

27/08/13 | 06:36h (BSB)

“A oposição nem precisa fazer críticas: aliados e a população fazem isso”

Jailton Santana reafirma sentimento do PSC em ter Eduardo Amorim disputando o governo

Ampliar Foto

Jailton: apostando em Eduardo

Por Joedson Telles

 

O vereador Jailton Santana (PSC) não esconde um sentimento que parece residir em todos os membros do agrupamento político que ele atua: uma candidatura do senador Eduardo Amorim ao Governo do Estado, em 2014. Indagado sobre o assunto, o parlamentar diz que o PSC terá candidato ao governo de Sergipe e, obviamente, todos sabem que os aliados dos irmãos Amorim torcem para que o senador Eduardo Amorim oficialize a sua candidatura a governador. “Temos resultado de pesquisas e, em todas elas, o senador Eduardo aparece na disputa para o governo de Sergipe”, diz. Além do sentimento, Jailton deixa evidente que o discurso será apontar erros do governo e propor soluções. O que, aliás, na sua ótica, a oposição nem precisa se dar ao luxo de fazer. “Na realidade, a oposição nem precisa fazer críticas, porque os próprios aliados e a população já vêm fazendo isso. Um exemplo são as últimas declarações do vereador Robson Viana (PMDB), das queixas dos cidadãos com a falta de segurança e precariedade em outros setores importantes, como a Saúde e Educação. Neste momento, o PSC está focado em seus projetos”, diz.

 

A sociedade ainda pode ter esperanças de pagar estacionamento em Aracaju fracionado, não precisando pagar pelo turno completo, mesmo quando deixa o seu carro no estacionamento apenas meia hora?

Sim, mas depende do apoio da população e disposição da Câmara Municipal de Aracaju em aprová-lo. Aliás, esse projeto foi aprovado no ano passado e, infelizmente, o prefeito, sem ter conhecimento, acredito, encaminhou o veto, e a atual Legislatura apoiou o Executivo. Após conversar com alguns vereadores e sentir o apoio da maioria, inclusive cinco deles irão subscrever o projeto, irei reapresentar e, assim, espero a aprovação.

 

A questão do transporte público de Aracaju tem sido tema constante de embates na Câmara Municipal. Já se falou até em CPI do Transporte Público. Como o senhor avalia estas questões? O Aracajuano terá a curto, médio ou longo prazo uma resposta satisfatória?   

Quanto à CPI, não tenho nenhuma objeção. Muito pelo contrário. Fui favorável à realização, embora não tenha sido procurado para assinar o requerimento. Fiquei surpreso quando, na Câmara Municipal, tomei conhecimento de que o autor havia dado entrada com apenas sete assinaturas. No entanto, entendo também que uma CPI, nesse momento, não seria viável. O que está ocorrendo com o transporte coletivo todos nós já sabemos e as reclamações da população são válidas. As empresas vivem com problemas administrativos e o exemplo claro foi a VCA, que passou por uma série de dificuldades, inclusive chegando a atrasar o pagamentos os seus funcionários, devido ao mau gerenciamento da empresa. Acredito que, a partir do instante em que o Poder Executivo se manifestou em melhorar o sistema de transporte, o que não vai ser fácil, percebemos também que o governo municipal vai realizar a licitação, medida que, claramente, tem o meu amplo apoio.

 

Já é possível avaliar a gestão João Alves? 

Apesar do pouco tempo, vejo como bastante positivas as medidas adotadas pelo prefeito João Alves até agora. Mas também é preciso levar em consideração todos os problemas que foram encontrados no município. Infelizmente, Aracaju vinha sendo maltratada há anos e, agora, o prefeito está tentando corrigir as falhas das antigas administrações. Uma prova disso, como citei anteriormente, foram as medidas adotadas no setor do transporte público. A retirada da empresa VCA, a chegada de novos ônibus e o encaminhamento do processo licitatório são provas de que a atual gestão está no rumo certo.

 

Há quem diga que o PSC faz uma oposição tímida ao Governo do Estado. Há como intensificar as críticas ou a estratégia do partido está sendo seguida à risca?

Na realidade, a oposição nem precisa fazer críticas, porque os próprios aliados e a população já vêm fazendo isso. Um exemplo são as últimas declarações do vereador Robson Viana (PMDB), das queixas dos cidadãos com a falta de segurança e precariedade em outros setores importantes, como a Saúde e Educação. Neste momento, o PSC está focado em seus projetos.

 

A propósito, é o momento de o PSC oficializar seu nome para o Governo do Estado 2014, já que Jackson Barreto já disse que é pré-candidato?

De fato, o PSC terá candidato ao governo de Sergipe e, obviamente, todos sabem que os aliados dos irmãos Amorim torcem para que o senador Eduardo Amorim oficialize a sua candidatura a governador. Temos resultado de pesquisas e, em todas elas, o senador Eduardo aparece na disputa para o governo de Sergipe. Ele tem feito um trabalho brilhante, foi um deputado federal atuante, ganhou a eleição com uma margem de votos surpreendente para senador e, onde tem andado, encontra apoio para que ele seja candidato ao governo. É isso que os aliados e povo de Sergipe esperam. Torço para que isso aconteça. Tenho certeza que Eduardo Amorim estará nessa disputa.

 

Quais as prioridades de um possível governo do PSC?

Estamos vivenciando um momento crítico da Saúde e é necessário que o Governo do Estado intensifique suas atenções neste setor. O programa do PSC vai priorizar isso em Sergipe, porque temos deficiências enormes no Hospital de Urgência, no setor de oncologia. Pacientes morrem por falta de atendimento, de assistência e não podemos continuar nessa situação. O senador Eduardo Amorim já se preocupa com isso há bastante tempo e colocou emendas como deputado federal, enquanto senador, mas não temos visto iniciativas do governo, por exemplo, em construir o Hospital do Câncer. Não adianta construir clínicas espalhadas pelo Estado e não ter os profissionais médicos, equipamentos. Outro ponto crítico é a Segurança Pública. Enquanto o governo promete realizar o concurso público, a população fica à mercê dos bandidos. Este, sem dúvidas, será outro foco importante. Também não podemos nos esquecer da Educação, que é um verdadeiro drama para os estudantes. Para um Governo, esses são os três principais pilares, além da busca por mais investimentos e realizações de obras. Estes são itens que, com certeza, não vão faltar em um plano de governo do PSC.

 

Jailton Santana pode ser candidato a deputado estadual num projeto de fortalecimento da legenda?

Não. É do conhecimento de todos a nossa parceria com o companheiro Gilmar Carvalho e é na sua recondução para Assembleia Legislativa que iremos nos empenhar para 2014.

 

É possível perceber que o Programa Jornal da Ilha 2ª edição emplacou, inclusive pela participação popular. Está correspondendo à sua expectativa também?

O Jornal da Ilha 2ª edição tem sido uma grata surpresa. Toda a equipe tem trabalhado com afinco para trazer um jornalismo sério, informativo e com variedades para os finais de tarde. Cada vez que, através dos microfones, conseguimos resolver alguma questão, coletiva ou particular da população,o sentimento que fica é o de dever cumprido. Claro que todo esse sucesso não seria possível sem o total apoio da nossa emissora,na pessoa da superintendente Leila Carvalho, e, obviamente, do empenho da nossa equipe, nossos queridos companheiros Edilson Souza, David Brandão, Alex Carvalho e J. Pereira. Muito nos honra também a parceria com veículos de comunicação como O Universo Político.com (Blog do Joedson Telles). Com certeza, o Jornal da Ilha 2ª edição está não só correspondendo, como superando todas as nossas expectativas.

 

Do Universo Político.com



20-10-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter