Na Política

Biblia Online

09/06/20 | 09:13h (BSB)

Infrações por avanço de sinal vermelho crescem

Apesar da redução no volume de tráfego em Aracaju desde a segunda quinzena de março, por conta da necessidade do isolamento social, observa-se uma persistência dos condutores no desrespeito a algumas Leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com levantamento feito pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), o número de infrações por avanço de sinal vermelho, por exemplo, aumentou 17% após a pandemia do novo coronavírus.


De 1º de janeiro a 16 de março, foram 3.337 autuações por avanço de sinal vermelho na capital sergipana. A partir do dia 17 de março, já com medidas de contenção da covid-19 decretadas pela Prefeitura de Aracaju e pelo Governo do Estado, até 31 de maio, foram 3.910 registros. Os dois períodos analisados têm 76 dias e contemplam flagrantes dos equipamentos de fiscalização eletrônica e dos agentes de trânsito.


Com a suspensão de vários serviços e limitação do funcionamento do comércio, a SMTT estima que o fluxo de veículos em Aracaju caiu mais da metade. Portanto, era esperada uma redução na quantidade de infrações. Mas não foi isso que aconteceu.


“Ficamos preocupados porque, mesmo com um trânsito mais tranquilo, infelizmente, muitas pessoas aproveitam para acelerar além da conta, avançar o sinal vermelho e cometer outras infrações, o que é muito perigoso”, destaca o superintendente da SMTT, Renato Telles.


Renato lembra que o condutor, ao avançar o sinal vermelho, coloca a própria vida e a de terceiros em risco. “Por exemplo: um pedestre, quando vê que o sinal fechou, vai atravessar a faixa. Então, se o condutor desrespeitar o sinal vermelho, a chance de um atropelamento é enorme. No caso de cruzamentos, também há grande risco de haver uma colisão. Então, trata-se de um ato imprudente que é perigoso e pode gerar sérias consequências”, alerta o superintendente.


Esclarecer a população sobre esse perigo ganha relevância nesse período em que os hospitais registram altas taxas de ocupação, devido ao atendimento a pacientes acometidos pela covid-19.


“Com menos infrações, diminui a probabilidade de ocorrerem acidentes, e aquela pessoa que iria para um leito de hospital devido a um acidente de trânsito, deixa a instalação disponível para quem está adoecendo neste momento por conta da pandemia. A população precisa se conscientizar e ter ainda mais cuidado na trânsito”, ressalta o superintendente da SMTT.

Infração


Avançar o sinal vermelho é considerado infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro. O condutor que comete esta irregularidade está sujeito a pagamento de multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

Da Ascom



13-07-2020
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter