Na Política

Biblia Online

23/03/20 | 08:58h (BSB)

Georgeo pede para que Governo prorrogue a cobrança das novas alíquotas previdenciárias

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) pediu ao governador Belivaldo Chagas que adie o início da cobrança da nova alíquota de contribuição previdenciária dos servidores aposentados do Estado devido ao momento delicado em virtude da pandemia de Coronavírus em todo o Brasil. O aumento, foi aprovado no final do ano passado para aposentados que recebiam até R$ 6.000 deve começar a ser cobrado em abril. Mesmo votando a favor do pacote de medidas da reforma da previdência, aprovada no ano passado, Georgeo entende que essa cobrança precisa ser adiada.

Para Georgeo, essa nova cobrança é inoportuna diante da situação delicada em que o país se encontra. “Nós estamos vivendo um momento muito difícil, em que essa pandemia de Coronavírus está mexendo com a rotina de todos nós. Por isso, essa não é a hora do Governo começar a cobrar a alíquota da contribuição previdenciária para quem não arcava com essa despesa. O ideal é que o governador Belivaldo Chagas adie essa cobrança por pelo menos 30, 60 ou até mesmo 90 dias. Por isso, apelamos para que ele prorrogue esse prazo já que o futuro ainda é bastante incerto”.

“Nesse momento tão delicado é importante que o Governo do Estado colabore com os aposentados sergipanos. Ele são os que mais necessitam de recursos para a compra dos remédios habituais e além disso, eles podem ser os mais atingidos com essa doença. Imagina um aposentado que não contribuía anteriormente, ter que tirar em torno de R$ 600 ou R$ 700 da sua aposentadoria em um momento tão complicado como esse. O ideal é que essa contribuição seja cobrada posteriormente. O Governo precisa fazer essa força”.

O parlamentar também solicitou ao governador que ele utilize os recursos do Fundo de Combate à Pobreza para ajudar a população mais carente de Sergipe que em breve deve começar a passar necessidade. “Belivaldo precisa se preparar para os próximos meses. Ele e sua equipe já devem começar a fazer o planejamento necessário para que os R$ 100 milhões oriundos do Fundo de Combate a Pobreza possam ser utilizados para garantir alimentação e outros benefícios para os sergipanos mais carentes de Sergipe.


Da Ascom



04-04-2020
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter