Na Política

Biblia Online

14/05/19 | 13:02h (BSB)

Valorização das quadrilhas juninas em Aracaju é tema de Tribuna Livre

A Valorização das Quadrilhas Juninas em Aracaju foi o tema da Tribuna Livre desta terça-feira, 14, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). O presidente da Liga das Quadrilhas Juninas de Aracaju e Sergipe, Sérgio Luís, discursou sobre o movimento junino e solicitou apoio dos vereadores para captação de recursos de incentivo à cultura para as quadrilhas juninas da capital.


De acordo com o presidente Sérgio Luís, existem leis de incentivo à cultura no município de Aracaju, mas as quadrilhas juninas não estão sendo contempladas. “Infelizmente, falta compromisso com as nossas quadrilhas. Já tivemos 60 quadrilhas juninas no Estado e agora só temos dez. O custo de uma quadrilha é de 70 a 150 mil reais e a cada ano fica mais difícil manter uma quadrilha”, explicou.


Ainda durante seu discurso, Sérgio Luís solicitou a colaboração dos vereadores e agradeceu ao vereador Cabo Didi, por ter solicitado o tema para a Tribuna Livre. “Obrigado Cabo Didi por reconhecer nossas dificuldades e por me dar essa oportunidade de falar aqui. O que nosso movimento pede é que os vereadores busquem uma maneira de ajudar as nossas quadrilhas. Analisem com carinho essa situação e, quando forem votar o orçamento no final do ano, convide o movimento junino para discutir orçamento para a cultura. O mês de junho está se aproximando, todos os eventos solicitam uma quadrilha junina, e porque não ajudar as quadrilhas juninas?”, frisou o orador da Tribuna, destacando ainda que em outros municípios do estado as prefeituras incentivam as quadrilhas com recursos de 60 a 70 mil reais. “Se os outros municípios conseguem, por que Aracaju não pode conseguir?”, questionou.


O vereador Cabo Didi (Sem partido) enfatizou o apoio ao movimento com a realização dessa tribuna e pediu ajuda aos parlamentares da Casa. “Muitos estados valorizam as suas culturas. É preciso valorizar as nossas tradições. Antigamente, Sergipe era considerado o estado do forró, hoje em dia ninguém fala mais nisso. Outro destaque para as quadrilhas é que leva muitos jovens para a cultura e tira esse tempo ocioso dos jovens que poderia estar no mundo das drogas”, destacou o parlamentar.


Para o vereador Lucas Aribé (PSB), é lamentável o descaso dos órgãos públicos com a cultura junina. “Quadrilha é algo que contagia, que anima as escolas e vários eventos durante o mês de junho. O poder público não poder dar as costas para essas tradições que agradam o povo. A ex-vereadora Lucimara Passos colocou emendas na LOA para a prefeitura ajudar as quadrilhas juninas. É preciso mais apoio e patrocínio para manter as quadrilhas em Sergipe. O valor para ajudar as quadrilhas não vai quebrar a gestão” , enfatizou.


Américo de Deus (Rede) comentou durante a Tribuna da sua luta para valorizar essa tradição cultural. “Em vários momentos utilizei essa Tribuna para pedir apoio às quadrilhas. Essa visão míope da prefeitura e do estado de Sergipe está acabando com as quadrilhas. Espero que no orçamento de 2020 tenham recursos do Ministério da Cultura destinados para as quadrilhas. Nós, como vereadores, precisamos cobrar isso, pois quadrilha é cultura, é tradição”.


“Lamentavelmente é preciso de uma tribuna livre para se dizer o óbvio. Era preciso mais valorização da cultura em Sergipe. Percebo que o atleta, o músico e a cultura em geral, inclusive as quadrilhas, vivem se humilhando. É lamentável o não comprometimento da gestão em incentivar a cultura”, disse Emília Corrêa (Patriota).

Elber Batalha (PSB) sugeriu que o tema também fosse discutido em sessão especial e falou sobre as dificuldades das quadrilhas. “A visão do Ministério Público com relação à quadrilha junina dificulta a realização de premiações. Quadrilha junina é uma manifestação cultural e o MP não libera premiação para todas as quadrilhas participantes. Para o MP, durante as competições é necessário haver concurso e selecionar apenas as vencedoras. Já fui secretário de cultura e sentir essa dificuldade. Por isso vamos fazer uma sessão especial, chamar o Ministério Público e órgãos competentes para discutirmos o tema”, finalizou o parlamentar.


Da CMA



18-06-2019
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter