Na Política

Biblia Online

14/05/18 | 21:49h (BSB)

Kitty comemora interdição do antigo Hotel Palace

O Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) determinou nesta sexta-feira, 11, a interdição total e imediata do antigo Hotel Palace, localizado no Centro da capital, a pedido do Ministério Público Estadual (MPE/SE) que protocolou um requerimento com a recomendação no ano passado. A decisão foi comemorada pela vereadora Kitty Lima (Rede), que já vinha alertando sobre os perigos que o prédio abandonado e com problemas estruturais poderia causar à população.

Em outubro do ano passado, a vereadora chamou a atenção da população e dos demais parlamentares durante seu pronunciamento na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) ao emitir um alerta sobre a precariedade da estrutura física do antigo Hotel Palace, a fim de se evitar uma tragédia como a ocorrida recentemente em São Paulo, quando um prédio de 26 andares foi ao chão devido a falta de uma fiscalização e atuação mais rígida por parte do poder público.

Na época, Kitty esteve no MPE/SE para cobrar um posicionamento do órgão quanto a situação do prédio e os riscos iminentes à população.

“O que motivou a minha ida ao MPE foi a precária situação da estrutura física do hotel, e lá fui informada que o órgão já havia ajuizado a ação que culminou nessa interdição, onde pediam aos responsáveis pelo antigo hotel que, de forma urgente, promovessem as recomendações descritas no laudo confeccionado pela Defesa Civil de Aracaju após vistoria ao prédio. Estou feliz em ver que a Justiça foi sensível a nossa cobrança e colocou a segurança da população em primeiro lugar ao entender os riscos que a estrutura danificada do antigo Hotel Palace geram a quem trabalha e transita nas proximidades. Parabéns ao Ministério Público e à Justiça de Sergipe”, comemorou Kitty.

A parlamentar alerta ainda para as demais construções abandonadas em Aracaju, assim como o antigo Hotel Palace, com estruturas comprometidas e que precisam ser fiscalizadas pelas autoridades competentes.

“Agora, faço o mesmo apelo para que a atuação da Defesa Civil e Ministério Público se estenda a todos os imóveis em situação similar. É preciso que se faça um levantamento de todos os imóveis abandonados na capital e a confecção de um laudo sobre a estrutura física de cada um deles, afinal, quem nos garante que o que aconteceu em São Paulo não pode acontecer aqui em Aracaju também?”, pontua Kitty.


Da Ascom



24-05-2018
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter