Na Política

Biblia Online

14/11/17 | 10:27h (BSB)

Laércio destina emenda para centro tecnológico

O deputado federal Laércio Oliveira conseguiu empenhar R$ 200 mil para o projeto “Robótica na Educação” que será implementado em parceria com o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e inovação (IPTI) e pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia. A região escolhida para implantar esse centro é o município de Santa Luzia do Itanhy, por ser um dos mais pobres do Brasil, com baixo IDH, onde os jovens estão tento a oportunidade de crescer via educação e empreendedorismo.

Nesses últimos anos, o IPTI tem desenvolvido com sucesso soluções inovadoras para problemas sociais e econômicos de Santa Luzia do Itanhy, muitas delas sendo reaplicadas em outros municípios de Sergipe e em outros estados.


De acordo com o deputado Laércio Oliveira, o caminho para o desenvolvimento do Brasil passa pela educação e qualificação profissional. "Nenhuma área pode unir melhor a sociedade que a educação. Nenhuma ferramenta é mais decisiva do que ela para superar a pobreza e a miséria. Nenhum espaço pode realizar melhor o presente e projetar com mais esperança o futuro do que uma sala de aula bem equipada”, disse o parlamentar.


Uma das tecnologias desenvolvidas no projeto é de formação de programadores web e inserção do ensino de programação nas escolas municipais denominada CLOC (Criatividade – Lógica – Oportunidade – Crescimento). A metodologia se baseia na identificação de talentos locais em raciocínio lógico, entre alunos do ensino fundamental de escolas municipais da sede e de três povoados de Santa Luzia do Itanhy, e num processo contínuo e evolutivo de formação e programação de computadores. Na medida em que esses jovens talentos avançam nos cursos de formação, eles são preparados para atuarem como instrutores das etapas anteriores do CLOC. Atualmente, o primeiro grupo de alunos do CLOC já concluiu a formação em programação web (PHP), já desenvolveu um primeiro sistema comercial e esses alunos atuam como instrutores de HTML5, JavaScript e CSS.


Em 2016, o grupo teve o primeiro contato com as aulas de robótica e isso gerou uma oportunidade de ampliação da formação, com perspectiva de empreendedorismo na área de educação. No caso, por conta de uma outra tecnologia social desenvolvida pelo IPTI para a melhoria do ensino da matemática e português, para os primeiros anos do ensino fundamental, denominada Synapse, que atualmente beneficia escolas municipais e estaduais de 14 municípios sergipanos. Nessa tecnologia, além do material de apoio ao professor, o IPTI desenvolveu conteúdo para os alunos usando tablets.


Durante as atividades de robótica foram construídas algumas experiências de uso de robôs de baixo custo para realizar atividades associadas aos conteúdos de português e matemática do ensino fundamental e o resultado foi animador.

Um obstáculo ao desenvolvimento desta nova linha é a necessidade de uma melhor e mais adequada capacitação dos jovens talentos em programação de robôs. Diante do exposto, o objetivo desse projeto é promover a capacitação e jovens programadores de Santa Luzia do Itanhy para o desenvolvimento de tecnologias associadas à programação de robôs de baixo custo.


Robótica na educação

A robótica educacional é a aplicação da tecnologia na área pedagógica, sendo mais um instrumento que oferece aos alunos e professores, a oportunidade de vivenciar experiências semelhantes às que terão na vida real, dando a estes a chance de solucionar problemas mais do que observar formas de solução. A robótica tem grande potencial como ferramenta interdisciplinar, visto que a construção de um novo mecanismo, ou a solução de um novo problema, frequentemente extrapola a sala de aula. Na tentativa natural de buscar uma solução, o aluno questiona professores de outras disciplinas que podem ajudá-lo a encontrar o caminho mais indicado para a solução do seu problema. A robótica, então, assume o papel de uma ponte que possibilita religar fronteiras anteriormente estabelecidas, agindo como um elemento de coesão dentro do currículo das escolas.


Da Ascom



20-11-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter