Na Política

Biblia Online

06/11/17 | 11:02h (BSB)

Ezequiel repudia inverdades da Prefeitura de Capela

O ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PR), vem a público para repudiar uma nota emitida pela Prefeitura Municipal, na atual gestão, que para justificar o descaso com os servidores, prestadores de serviços e fornecedores, após quase um ano de gestão, responsabilizar a administração anterior. Ezequiel apela que a prefeita Silvany Sukita (PODEMOS) fale a verdade para a população.

A nota da Prefeitura de Capela foi emitida para tentar justificar os atrasos dos salários com a situação de crise financeira que assola o País, mas a gestão atual também responsabilizou a administração do ex-prefeito Ezequiel Leite de ter deixado dívidas, citando supostas irregularidades no repasse de verbas federais obrigatórias, citando questões previdenciárias e parcelamentos de precatórios.

Ao tomar conhecimento da nota, Ezequiel Leite tratou de responder de imediato. “Quem exerce uma função pública tem que ter responsabilidade nos seus atos, sobretudo no que diz. Nós estamos em novembro de 2017 e a prefeita Silvany tenta me responsabilizar porque ela não tem capacidade de manter os salários em dias. Na minha gestão, foram quatro anos pagando o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Isso deve incomodá-la bastante, mas a gente conseguiu porque eu não fazia política com o erário, eu apenas geria a prefeitura”.

Em seguida, Ezequiel Leite disse que não é verdade que tenha deixado dívidas acumuladas. “Eu que peguei uma ‘bucha’ em 2013, uma herança maldita deixada pelo esposo dela. Saí da prefeitura com os salários, 13º e fornecedores em dia. Os serviços públicos funcionaram bem até o último dia da gestão. Passei quatro anos pagando os precatórios da gestão do marido dela e da nossa gestão não ficou nada. Repito: os precatórios que ela reclama hoje foram acumulados pelo esposo dela, quando prefeito lá atrás. A prefeita de Capela acha que o povo é besta! Tem que aprender a falar a verdade”, rebateu.

Ezequiel acha interessante quando a atual gestão o acusa de deixar “um rombo” na Prefeitura. “Capela e Sergipe inteiro sabem que não foi Ezequiel quem foi parar na penitenciária por desaviar o dinheiro do povo! Deitaram e rolaram com o dinheiro público no passado e parece que não aprenderam a lição. No começo do ano incharam a Prefeitura para cumprir acordos políticos, pessoas de Nossa Senhora das Dores e várias outras cidades! Mesmo em tempos de crise ostentaram com o São Pedro e agora geraram o maior desemprego em Capela porque a ‘bolsa estourou’. Não tinham como fechar o ano”.

Por fim, o ex-prefeito anunciou que vai tratar das novas acusações da administração atual com sua assessoria jurídica. “Acho que quem não deve, não teme! Vou conversar com meu advogado e vamos nos posicionar. Capela virou um caso de polícia, lamentavelmente, e esse ano, depois daquela farsa na posse, na sede da prefeitura, você já pode imaginar do que essas pessoas são capazes. Não vou me silenciar diante de mentiras e acusações levianas. Acho que já passou a hora da prefeita começar a trabalhar e justificar os votos que recebeu em 2016”.


Da Ascom



20-11-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter