Na Política

Biblia Online

13/10/17 | 07:49h (BSB)

Emília: “Não adianta dizer que não tem dinheiro, porque dinheiro tem, e muito"

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (PEN), dispara que os cofres da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) estão cheios de dinheiro, só não tem para a saúde”. Segundo ela, os hospitais São José, Santa Isabel e Cirurgia, podem fechar as portas por falta de comprometimento do Poder Público Municipal quanto ao repasse dos valores devidos pelo município a essas importantes unidades de saúde.


“Não adianta dizer que não tem dinheiro, porque dinheiro tem, e muito. Enquanto isso, os hospitais estão sofrendo com a falta de recursos que deveriam ser regularmente repassados pelo município, o que pode ocasionar a interrupção dos atendimentos a qualquer momento”, pontuou.


Para Emília, não existe boa vontade administrativa na resolução do problema, e quem paga o “pato” no final são àqueles que mais precisam do serviço, o povo carente da Aracaju, que não tem acesso a um plano de saúde. O Executivo se esquiva da obrigação de revolver problema de forma definitiva, enquanto o povo sofre com o risco de paralisação dos atendimentos.


“A falta de periodicidade dos repasses compromete a continuidade dos serviços prestados pelas unidades hospitalares. Não vejo esforços para os pagamentos dos débitos, pelo contrário, a gestão fica de braços cruzados”, destacou.


Por fim, a parlamentar lamenta a situação o que dificulta a manutenção dos pacientes internados e admissão de novos nas unidades.

“Os dirigentes dos hospitais estão fazendo um apelo para os gestores municipais, no sentido de que regularizem a situação, enquanto o povo aracajuano clama por uma resposta rápida do prefeito, evitando que os serviços sejam interrompidos. Estão brincando com a saúde das pessoas”, finalizou.


Da Ascom



21-10-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter