Na Política

Biblia Online

04/08/17 | 06:38h (BSB)

Maria critica quebra de aparelho e apela por regularidade no atendimento

A deputada estadual Maria Mendonça (PP) voltou a lamentar  o descaso enfrentado pelos pacientes oncológicos que, mais uma vez, estão com o tratamento interrompido em virtude da quebra do aparelho de radioterapia, do Hospital de Cirurgia. “O equipamento, que está em operação há cerca de 30 anos, quebrou pela quarta vez, só este ano. Já estamos há quase 15 dias com ele quebrado”, enfatizou a parlamentar.


Para ela, a situação denota desleixe por parte do governo e descompromisso para com os pacientes que se desesperam toda vez que o tratamento é interrompido. “Essas pessoas vivem um verdadeiro pesadelo diariamente”, reclamou Maria Mendonça, lembrando essas interrupções comprometem, ainda mais, o sucesso do tratamento.


O técnico que vai avaliar o equipamento chegou durante a madrugada de ontem (2), mas até hoje não havia conseguido identificar o problema. “Isso é lastimável. É um descaso que tem gerado sérios prejuízos e levado pacientes e familiares ao desespero”, observou Maria, ao considerar a situação “gravíssima” e reiterar a sua preocupação com o assunto. “Na tribuna da Assembleia já cobrei providências diversas vezes, mas infelizmente, pouco temos conseguido em termos de resultados”.


De acordo com a deputada, o governo precisa sinalizar com uma solução urgente para resolver o problema, visando amenizar o sofrimento dos pacientes sergipanos. “No Hospital de Cirurgia é o aparelho de radioterapia que está quebrado. No Hospital de Urgência, é o acelerador linear adquirido para o novo equipamento de radioterapia ainda não foi instalado, dificultando a ampliação da oferta àqueles que ainda esperam pelo tratamento”, lamentou Maria.


Alternativa viável

A deputada lembrou que há cerca de dois meses, a Assembleia Legislativa aprovou Moções de Apelo endereçadas ao governador Jackson Barreto, ao secretário estadual de Saúde, José Almeida Lima, e ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, solicitando a formalização de convênio da Clínica de Radioterapia e Imagem (Clinrad) com o Sistema Único de Saúde (SUS) para dá celeridade ao tratamento dos pacientes oncológicos. As Moções foram sugeridas por Maria, mas subscritas por seis deputados.

“Como existe uma clinica com tecnologia e capacidade de atendimento, porque o Estado não viabiliza esse convênio de forma célere? Queremos fazer este apelo para que o governo se sensibilize e garanta o tratamento adequado”, declarou Maria, solicitando que o líder do governo, Francisco Gualberto (PT), seja o porta-voz dessas pessoas portadoras de câncer que “neste momento estão desesperadas”.

Além de garantir um tratamento continuado, o convênio da clínica, inaugurada em Aracaju há pouco mais de dois meses, resultaria em menor custo para o Estado, uma vez que não precisaria mais mandar pacientes e acompanhantes para outros domicílios, como acontece atualmente.


Da Ascom



19-08-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter