Na Política

Biblia Online

03/08/17 | 08:00h (BSB)

Anderson questiona o fechamento das farmácias populares

Em defesa de centenas de aracajuanos que serão prejudicados, a partir de agora, com o fechamento das Farmácias Populares do Brasil, o vereador Anderson de Tuca (PRTB) abordou o assunto durante pronunciamento, no Legislativo Municipal, nesta manhã.


“Praticamente, 50% da renda dos idosos fica comprometida com a compra de medicamentos. Isso, sem levar em consideração, a distribuição gratuita ou com até 90% desconto que eram ofertados pelo programa. Agora, com o fechamento das unidades em todo país, a terceira idade vai ter que optar entre comer ou comprar remédios?”, questionou o vereador.


Insatisfeito com a notícia, o parlamentar salientou que o município tem a opção de manter as Farmácias Populares da cidade, desde que com recursos próprios. “O custo é mínimo em comparação ao benefício que será proporcionado aos usuários. Já havia destacado essa sugestão durante o primeiro semestre. Na unidade do Siqueira Campos, por exemplo, o estoque era composto por 112 medicamentos, sendo 18 de distribuição gratuita, entre eles, remédios para tratamento de hipertensão e diabetes. Mas, lamentavelmente, fechou”, finalizou.

As unidades próprias do programa Farmácias Populares do Brasil encerraram suas atividades na última sexta-feira, 28. A medida segue uma determinação do Governo Federal que, a partir deste mês vai suspender o repasse dos recursos que financiava o programa. Além disso, a Fiocruz, responsável pelo envio dos medicamentos que abasteciam as farmácias, também não irá mais realizar a emissão dos itens.


Da Ascom



16-12-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter