Na Política

Biblia Online

28/06/17 | 00:02h (BSB)

Violência doméstica: Goretti Reis se reúne com TJSE

A presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Mulheres, deputada estadual Goretti Reis voltou a se reunir hoje (27), com representantes do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) Ministério Público (MPSE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SE), Defensoria Pública, Delegacia de Grupos Vulneráveis (DAGV) e Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh).

O encontro é uma iniciativa da coordenadora da Mulher do TJSE, juíza Iracy Ribeiro Mangueira e tem como objetivo discutir a Institucionalização de Grupos Reflexivos à Autores de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher no Estado de Sergipe. Na pauta, também, a realização de mais um Seminário Tecendo a Rede que deverá acontecer no próximo mês de novembro.

“Caminhamos agora, para a materialização da Rede, e acredito que no próximo seminário, já partiremos para uma visão concreta, inclusive para que possamos socializar essas Redes com todos os municípios sergipanos, ampliando essa discussão para todo o Estado. Parabenizo a Frente Parlamentar, os operadores do direito, o Executivo e todos os envolvidos com o Judiciário porque, de fato, o enfrentamento e combate à violência doméstica devem ser feitos em rede, a partir de uma política de somação de esforços de todos os atores envolvidos e responsáveis por essa luta”, pontuou a juíza Iracy Mangueira.

A deputada estadual, Goretti Reis, que participa de todas as reuniões, expôs sua experiência com a Patrulha Maria da Penha, no Rio Grande do Sul. “Tenho uma Indicação para que seja implantada essa Patrulha em Sergipe. Só temos a ganhar com isso. Estive com o secretário da Segurança Pública que ficou de discutir com a Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis, através da delegada Mariana Diniz, a verificação da implantação do serviço. O Programa atende a um determinado espaço onde existem mulheres vítimas de violência”, explicou a deputada.

Goretti observou que no Rio Grande do Sul é nítida a aproximação que essas mulheres têm com os policiais, fazendo-as se sentirem empoderadas, protegidas e principalmente, encorajadas. “É isso que precisamos proporcionar a essas mulheres”, comentou a parlamentar.


Da Ascom



23-09-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter