Na Política

Biblia Online

10/03/17 | 08:17h (BSB)

Ministério Público pede afastamento de Mendonça Prado

Do Portal NaPolítica

O Ministério Público Estadual (MPE) entrou com um ação pública pedindo o afastamento do presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbano (Emsurb), Mendonça Prado. Além de responder por impropriedade administrativa, o MPE pediu a perda da função pública, a suspensão dos seus direitos políticos pelo prazo de cinco anos e a proibição de contratar com o Poder Público por três anos e pagamento de multa. A ação foi assinada pelos promotores Jarbas Adelino, Bruno melo e Luciana Sobral e está tramitando no Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE).

O MPE pediu para a Emsurb manter o contrato com a empresa Cavo, mas a empresa já tinha celebrado um contrato com a empresa Torre com valor estimado de R$ 42 milhões com prazo de vigência de 180 dias.

PMA

O presidente da Emsurb, Mendonça Prado,  enviou nota dizendo que refutaa  nota do Ministério Público do Estado de Sergipe. Segundo Mendonça Prado, apesar do respeito que tem pelo órgão acusador, tem convicção absoluta que o Poder Judiciário é criterioso e constituído de pessoas honradas. Dessa maneira, irá apreciar a ação de autoria dos promotores de Justiça com seriedade, observando todos os atos e datas registrados nos documentos.

De acordo com Mendonça, não há porque ter preocupação com ações dessa natureza, já que os processos são anotados por oficiais de Justiça que têm fé pública e, por essa razão, não há como não compreender a cronologia dos atos administrativos. “Não fazemos nada que desobedeça ao que está previsto no ordenamento jurídico ou ordens emanadas do Poder Judiciário. A nossa conduta é conhecida por todos. Tenho 30 anos de vida pública, já ocupei diversos cargos e sempre procurei ser disciplinado e obediente aos textos legais”, frisou Mendonça.


Da redação



20-10-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter