Na Política

Biblia Online

07/09/16 | 17:46h (BSB)

João Tarantella: “Estou incomodando a todos que fazem essa política de atraso”

Comerciante dispara duras críticas aos demais candidatos

O candidato João Tarantella (PMN) participou da série de entrevistas Eleições 2016 Na Política com os candidatos a prefeito de Aracaju. João Tarantela se mostrou confiante na disputa apresentando propostas e fez críticas ao prefeito João Alves Filho. Confira abaixo os principais trechos da entrevista, que contou com questionamentos enviados por internautas também, e no vídeo a gravação completa:

 


Elisângela Farias (internauta): Nas propagandas o senhor tem pouquíssimo tempo para falar de si. Então gostaria de saber quem é o comerciante João Tarantela e o que te motivou a disputar à Prefeitura de Aracaju?
João Tarantella: Sou um cidadão comum e comecei a minha vida vendendo batata na feira de Itabaiana aos 12 anos. Com 18 anos vim para Aracaju e não parei de gerar empregos nessa cidade. Sei como administrar a minha empresa e a Prefeitura de Aracaju com fé em Deus. Valadares Filho tem 14 partidos e quando nele sentar na cadeira, se isso acontecer, a prefeitura estará lotada, por isso que não fizemos coligação. Existe um ditado que é verdadeiro “antes só do que mal acompanhado”.

Na Política: Como o senhor avalia as condições atuais de Aracaju no que tange a infraestrutura? E quais suas propostas para o desenvolvimento ordenado da capital?
João Tarantella: O primeiro passo é fazer um enxugamento. Vamos diminuir algumas secretarias e fazer junções. Temos que fazer um levantamento do que ocorre hoje, pois tem uma denúncia do vice-prefeito que ele diz que a turma de João só quer roubar. A partir de janeiro, vamos fazer um levantamento e se houver desvios, será devolvido centavo por centavo.

Nayara (internauta): Quais suas principais propostas para educação?
João Tarantella: A educação do Brasil tem uma falha já em casa. A família não pode querer transformar o filho um homem de bem, só com a educação na escola. A educação precisa começar em casa e poder público precisa oferecer uma estrutura melhor. Quando assumimos a prefeitura em janeiro, vamos tratar bem o servidor.
Na Política: O senhor disse que caso seja eleito criará um super secretaria que comandará as demais. Como funcionaria essa super secretaria?
João Tarantella: Uma pessoa de confiança do prefeito e que tenha conhecimento de gestão. O grande problema do Brasil hoje são as licitações e quando você tem um secretário que acompanha todo esse processo muda isso.

Egicyane Lisboa (internauta): Como empresário o senhor concorda com as privatizações para ajudar a gestão pública? E quais seus projetos para ajudar a economia local?
João Tarantella: Você pode fechar parcerias com o setor privado, mas privatizar não. Quando você privatiza, você sai da sua responsabilidade. Com relação a emprego e renda, eu sei como funciona, pois gero emprego para essa cidade há 30 anos. Temos que reduzir impostos e cobrar dos grandes.

Maisa Marques (internauta): O que pode ser feito para mudar a situação da saúde no Município?
João Tarantella: A primeira coisa é tratar bem o servidor. Dr. João há quatro anos não dá importância ao servidor. É preciso priorizar o pagamento dos servidores. Daqui a pouco a prefeitura e o governo vai emendar um salário em outro. Além de transformar o Nestor Piva em um pronto socorro municipal e descentralizar as ambulâncias.

NaPolítica: Quais projetos de mobilidade urbana o senhor pretende implantar? Dará continuidade ao projeto dos corredores de ônibus vindo depois ao tão propagado nas últimas eleições, o BRT?
João Tarantella: É tudo falácia e mentira porque Aracaju não tem como colocar BRT. O nosso projeto é o melhor do que todos eles. Nosso projeto não via mexer um milímetro em Aracaju. Vamos colocar um corredor no Rio de Janeiro, Santa Maria com ônibus com ar condicionado e internet. Além de fazer um terminal decente com shopping.

Vanessa Lima (internauta): Como o senhor avalia aparecer só com 1% nas pesquisas?
João Tarantella: A população não sabe dos meus projetos e quando comecei a aparecer o meu nome está bem aceito. Não acredito muito em pesquisas e pesquisa boa é no dia de eleição. Estou incomodando a todos eles que fazem essa política de atraso. Esqueça pesquisa.

NaPolítica: O senhor disse que Edvaldo é um candidato sem futuro. Por que o senhor afirma isso? O que o senhor diz a respeito da liderança dele nas pesquisas?
João Tarantella: A liderança na pesquisa é simples. Ele tem mais de um ano que é candidato. Ele é um candidato sem futuro. Ele foi um péssimo prefeito e não tinha as dificuldades que temos hoje. Ele nunca trabalhou. Política não é profissão. Nem ele, nem Valadares nunca trabalharam.

NaPolítica: Caso ocorra o segundo turno e o senhor não esteja entre os mais votados, qual entre os demais candidatos se aproximaria mais de sua ideologia política?
João Tarantella: Não subo no palanque de nenhum dos dois e não quero nenhum dos dois. Vou convencer a população que votou neles a votarem em mim.

Sobre o candidato

João Tarantela já trabalhou em feiras livres quando adolescente no município de Itabaiana. Atualmente possui duas empresas e disputa a prefeitura pela primeira vez.

 

Do Portal Na Política

Por Raissa Cruz e Adriana Freitas

Imagens: Jeferson Souza

 



24-07-2019
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter