Na Política

Biblia Online

31/10/12 | 19:14h (BSB)

Susana sobre Belivaldo Chagas: as pessoas têm que aprender a perder

Conselheira eleita do TCE diz que, em nenhum momento, Angélica desrespeitou a Constituição

Ampliar Foto

Susana: espelhando-se no pai

Conselheira eleita do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a deputada estadual licenciada Susana Azevedo (PSC) disse, nesta quarta-feira 31, que seu maior desafio é ser igual ao pai, o ex-conselheiro do TCE e ex-deputado estadual, Tertuliano Azevedo. Ela lembra que, ainda na terça-feira, recebeu um telefonema do governador Marcelo Déda (PT), parabenizando-a pela eleição. O governador disse que “se ela fosse 50% como pai, Sergipe ganharia uma grande conselheira”.

 

Susana assegurou que está pronta para assumir o cargo. Ela agradeceu a Deus pela vitória e depois ao grupo liderado pelos irmãos Amorim e disse que agora pedirá iluminação a Deus, sabedoria para que possa ser uma conselheira par ajudar Sergipe, “orientar os gestores públicos, cobrar eficiência no serviço. Além da legalidade, temos que cobrar de todo gestor, eficiência. E que o dinheiro do povo seja bem aplicado e que chegue realmente para trazer benefícios”. Susana Azevedo reconheceu que a votação foi polêmica, mas avalia que isso faz parte da democracia.

 

“Nunca houve uma disputa para vaga do TCE. Sempre houve consenso. E me sinto muito honrada de ser vitoriosa nesta disputa”. Ela afirmou que a presidente da Assembleia, Angélica Guimarães (PSC), conduziu os trabalhos com muita perfeição, impecável. “Em nenhum momento desrespeitou a Constituição Estadual e Federal e tenho certeza que tudo ocorrerá bem”. Sobre a possibilidade do secretário de Estado, Belivaldo Chagas, que concorreu à vaga do TCE com ela, ingressar com ação na Justiça par anular o pleito, Susana lembrou que as pessoas têm que aprender a ganhar e perder.

 

“Se ele quiser entrar na Justiça é um direito que cabe a ele. Mas tenho certeza que vencerei todas as ações”, assegurou. Logo que foi declarada vencedora, Susana recebeu um telefonema do governador Marcelo Déda. “Sempre tivemos um relacionamento afetuoso, muito cordial. Fiquei feliz com a ligação dele, que reconheceu minha vitória. Ele me disse que faz questão de estar na minha posse e faço questão da presença dele. Rezo por ele e farei de tudo para que ele esteja presente”, destacou a futura conselheira.

 

Da Agência Alese



18-11-2017
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

Tudo Salvo

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter